A importância do Planejamento Financeiro

Annie Leibovitz, uma das maiores e mais bem sucedidas fotógrafas da atualidade, à beira da falência depois de empenhar todos os seus bens, anunciou que chegou a um acordo com seu credor, que retirou uma ação judicial de USD 24 milhões. Vale ressaltar que seus arquivos fotográficos, avaliados em USD 50 milhões, e suas casas estão hipotecadas.

Ao ler este tipo de notícia, várias pessoas ficam indignadas e imaginando como pessoas, como Annie, são capazes de gastar tanto.

Ficam dizendo que se elas tivessem todo este dinheiro, todas as próximas gerações não precisariam trabalhar, que é impossível gastar tanto dinheiro, que tem que ser muito burro para gastar tanto, estes tipos de coisas. Será que estas mesmas pessoas seriam capazes de administrar corretamente o dinheiro? Assim como Annie, a história está cheia de pessoas que foram bem sucedidas e perderam tudo.

Mas qual será o motivo para tantas pessoas administrarem seu dinheiro de forma tão ineficiente? Um dos motivos é o fato do Planejamento Financeiro não estar inserido na nossa cultura. Quando crescemos, nos acostumamos a ver nossos pais contratando vários tipos de serviços: médicos, mecânicos, encanadores entre outros, mas não Planejadores Financeiros. A maioria das escolas não possui disciplina sobre a importância do Planejamento Financeiro. Com isso, não aprendemos a dar o devido valor e nem a enxergar o benefício que esta atividade pode gerar, principalmente no longo prazo.

Cada vez mais, é preciso que as escolas se preocupem em inserir disciplinas vinculadas ao Planejamento Financeiro nas suas grades curriculares, pois esta é a melhor maneira das novas gerações aprenderem e valorizarem o assunto desde cedo e não cometerem erros simples no futuro. Para as gerações, me incluo neste grupo, que não tiveram a oportunidade de se familiarizarem com este assunto desde cedo, a boa notícia é que ainda dá tempo de aprendermos um pouco, mesmo que seja contratando os serviços de um especialista.

Bruno Correa e economista com MBA em finanças pelo IBMEC, profissional CFP, atua a mais de 13 anos no mercado financeiro e hoje e sócio da BRZ investimentos

Uma ideia sobre “A importância do Planejamento Financeiro

  1. francisco

    -boa tarde
    – tenho 50 anos uma renda de 4000,00 mensais.
    -tenho 690.000,00 em investimentos ,poupança , cdb , açoes , fundos.
    – tenho minha casa propria + ou – no valor 180.000,00 um carro no valor de 25.000,00. minhas despesas mensais variam em torno de 3.000,00.
    – nao vejo a hora de parar de trabalhar e ir fazer uma atividade que me de prazer alem de uma renda para que eu possa me manter sem ter que mecher nos investimentos ” aposentar-se de uma certa forma ” sera que da pra pensar nisso.
    – gostaria da sua opniao FABIANO CALIL .
    – OBRIGADO

Deixe uma resposta