A importância do planejar

cofrinhoPlanejar é antecipar-se aos eventos futuros não para prevê-los e sim para lidar com eles. Planejar não é adivinhação e sim usar as informações disponíveis e escrever sobre elas. Planejar é cuidar do que possui e dos desejos e necessidades futuros. Planejar é descobrir-se capaz de olhar amanhã sem medo, apesar de toda a imprevisibilidade.

Não sabemos nada sobre o amanhã por um lado, por outro nosso imaginário e nossos sonhos nos levam para os anos vindouros com muitas expectativas. Ajudamos os nossos clientes na construção dos seus planos, na administração das suas riquezas e na transferência delas. Cada uma destas fases tem particularidades, desafios e belezas.

O sonho de um jovem casal é maravilhoso, mas a ansiedade pode ser uma armadilha perigosa quando aliada a uma grande oferta de crédito e de oferta de imóveis num final de semana.

Administrar o patrimônio é um desafio interessante, mas a ganância por mais retorno num mercado como o de ações pode levar o cliente a relevar os riscos envolvidos e a ter um apetite maior do que a capacidade de assumi-los.

A transferência de riquezas, um dos trabalhos mais bonitos, pois lida com diferentes gerações, objetivos e sonhos, pode gerar discordância, medo e , não raro, algumas famílias tem preferido doar a lidar com estas possibilidades. O planejamento não exclui a oferta de crédito nem os sonhos, mas ensina a fazer contas e a colocar os pés no chão.

Tampouco somos avessos ao mercado de ações, ao contrário, gostamos muito dele, mostramos no entanto o que significa tornar-se sócio de uma empresa, ser empresário de um setor e consideramos todos os demais ativos do cliente nesta perspectiva. Desiludimos os ganhos ligeiros e incentivamos os investimentos duradouros.

Não eliminamos a discordância nem as diferenças, mas os ajudamos a lidar com elas.Acredito no relacionamento duradouro e de longo prazo, na mudança de comportamento que vem com treino e conscientização. Ao receber um cliente ou uma família em alguns minutos eu sou capaz de enxergar seus desafios e várias respostas vêm na ponta da língua. O grande exercício de um planejador financeiro é auxiliar o cliente a encontrar as respostas. Simplesmente registrá-las ao cliente verbalmente ou por escrito não costuma trazer efeitos duradouros.

Planejamento financeiro é organização para se conscientizar, para conseguir entender como são e como estão as suas finanças e se apropriar dela. Ao planejar lidamos com nossas limitações, responsabilidades, diferenças e então passamos a enxergar as nossas riquezas que incluem o dinheiro e o patrimônio, mas não se limitam a eles.

São os efeitos do planejamento o material mais rico a ser trabalhado ao meu ver, pois é por ele que ajudamos as famílias e clientes a promoverem uma transformação duradoura, que servirá de exemplo aos amigos, familiares, colegas, vizinhos e funcionários.

Planejar em alguns casos pode ser um ato de lucidez, noutros uma questão de sobrevivência e solvência, para alguns preservação, para outros transformação.

Para todos, o ponto de partida e chegada é você, exercite-se!

2 ideias sobre “A importância do planejar

  1. Fernanda

    Boa noite, Fabiano!

    Minha mae mora em BH e está endividada ( tem mania de comprar) e gostaria de saber se há possibilidade de um atendimento pessoal a ela, pois me sinto impotente para ajudá-la. Solicito, ainda, informar quanto seria o referido atendimento e quando poderia ser agendado.
    Desde já agradeço.
    Um abraço

  2. Fabiano Calil

    Fernanda,

    Temos três opções, nos dias 20 e 21 de outubro estaremos realizando uma Clinica Financeira Gratuita no Minas Centro em BH http://www.expomoney.com.br. Nesta oportunidade ela poderá ser atendida por alguém da nossa equipe sem custo. No dia 06/04 e todo primeiro sábado do mês realizamos Clinicas aqui em SP, ela também pode participar gratuitamente, mas teria que vir. A terceira alternativa é agendar uma consulta paga com um Planejador (a) Financeiro Pessoal da minha equipe, se este for o caso peço que nos escreva para clinica@fabianocalil.com.br .

    Um abraço,

    Fabiano

Deixe uma resposta